Nilo Peçanha respira tradição e pertencimento com a Feira de Arte e Cultura Zambiapunga

0 26

Evento faz parte dos 25 anos da Associação Folclórica Cultural Zambiapunga.

Tradição, pertencimento, cultura, folclore, palavras que traduziram o sentimento do nilopeçanhense na noite deste domingo (31) e madrugada desta segunda-feira (1º de novembro), com a realização da Semana de Arte e Cultura Zambiapunga.

Uma extensa programação que contou com o apoio da prefeitura, por meio da Diretoria Municipal de Cultura e Turismo.

Desde o último sábado (30), já foram realizadas oficina confecção bonecos do Zambiapunga, projeto do Risco ao Rito, com a professora Rosana Soares, da UFRB; oficina Estampas Zambiapunga com o arte educador Preto Chato; Exposição: Máscaras do Zambiapunga.

O evento faz parte dos 25 anos da Associação Folclórica Cultural Zambiapunga, manifestação secular reativada em 1982 a partir de um projeto da Professora Lili Camadelli na Escola Estadual e registrada em 1996 como Associação Folclórico Cultural Zambiapunga da cidade de Nilo Peçanha.

Neste domingo (31), houve a feira de artesanato e economia solidária organizada pelo CESOL/Nilo Peçanha. A feira volta a funcionar nesta segunda, a partir das 13h e haverá som ao vivo com artistas locais a partir da 20h.

ZAMBIAPUNGA NA MADRUGADA

Mais um destaque para a semana de arte e cultura foi, sem dúvidas, o resgate do tradicional cortejo da Zambiapunga, ocorrido nesta manhã saindo às 4h da sede do grupo e percorrendo as principais ruas da cidade. O Mestre Bui (Helder) será o grande homenageado.

Está programado para às 17h desta segunda (1), a saída do cortejo Zambiapunga Mirim.

Fonte: Portal do Baixo Sul

Carregando...

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Assumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar, se desejar. Aceitar Ler mais