Prefeita de Nilo Peçanha tem sofrido assédio e perseguição de um comunicador

0 54

Informações de dentro da prefeitura apontam que a prefeita do município de Nilo Peçanha tem sofrido assédio, perseguição e extorsão por parte de um comunicador que supostamente possui uma rádio web no município de Valença.

“Ela tem recebido diversos audios e mensagens dele, até utilizando de palavras de baixo calão. A todo momento ele produz notícias falsas na tentativa de prejudicar a gestão”, disse um funcionário da prefeitura que não quis se identificar por medo de represálias.

A redação do Link Bahia teve acesso à informações que constam que o comunicador pediu a quantia de R$ 2.500,00 por mês para não produzir fake news conta a gestão da prefeita Jacqueline Soares. Em contato com o jurídico, o procurador e advogado, Dr Everardo Júnior disse que já existem 2 processos criminais contra ele e que um terceiro está sendo aberto.

Ataques à secretária de saúde do município, à prefeita e também ao secretário de infraestrutura são recorrentes e diários através de audios editados no whatsapp, comentários em redes sociais e mensagens diretas.

Extorsão é crime tipificado no artigo 158 do Código Penal Brasileiro, a pena vai de 4 a 10 anos de prisão e multa.

Fonte: Link Bahia

Carregando...

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Assumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar, se desejar. Aceitar Ler mais