TCM pune Thiancle Araújo por contratação de temporário considerada irregular

0 6

A 2ª Câmara do Tribunal de Contas dos Municípios considerou irregular o ato de admissão de pessoal temporário na Prefeitura de Castro Alves, da responsabilidade do prefeito Thiancle da Silva Araújo. A contratação ocorreu em 2020. O auditor Antônio Emanuel Souza, relator do processo, multou o gestor em R$3 mil. Cabe recurso da decisão.

O processo seletivo visava preencher uma vaga de médico. De acordo com o parecer, o prefeito descumpriu o prazo para remessa dos atos de admissão ao TCM, como também não conseguiu justificar a situação excepcional que motivou a contratação temporária. Representando o Ministério Público de Contas, a procuradora Aline Rio Branco também viu ilegalidade no ato de admissão temporária.

A 2ª Câmara do TCM é presidida pelo conselheiro Paolo Marconi e composta pelos conselheiros Fernando Vita, Raimundo Moreira, e pelos auditores Antônio Carlos da Silva, Antônio Emanuel de Souza e Cláudio Ventin.

Fonte: Bahia.ba

Carregando...

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Assumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar, se desejar. Aceitar Ler mais