Em plano para novo governo, Bolsonaro defenderá privatizações e fundo contra pobreza

0 12

Um dos alvos será a Petrobras, em razão da alta dos combustíveis; do outro lado, Lula fez defesa das empresas estatais

O plano de governo para a economia do presidente e candidato a reeleição, Jair Bolsonaro (PL), terá como carro-chefe a privatização de estatais. A proposta vai prever a destinação dos recursos para a criação de dois fundos: o de Erradicação da Pobreza e o de Reconstrução Nacional. As informações são da CNN Brasil.

Um dos principais alvos será a Petrobras, cuja política de preços gerou novo choque recente entre a direção da petrolífera e o Palácio do Planalto. O plano, que ainda não foi finalizado, também vai orientar os posicionamentos de Bolsonaro em resposta a seu maior oponente, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

Na semana passada, durante a filiação ao PT do ex-senador Roberto Requião, Lula afirmou que vai devolver a Petrobras ao povo brasileiro e criticou a tese bolsonarista de que o presidente da República não pode mexer na Petrobras.

Segundo auxiliares, a ideia é que o presidente passe a dizer que só ele será capaz de devolver a Petrobras à população do país porque, com a venda da estatal, fará o maior programa de erradicação da pobreza já executado no Brasil.

Carregando...

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Assumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar, se desejar. Aceitar Ler mais